resultado da consulta nutricionista

Como vos disse, ontem fui a uma consulta na minha nutricionista. A última vez que fui lá foi há 4 anos atrás, com mais 15kg do que tenho hoje. E porquê? Como devem ter percebido pelo meu post anterior, eu gostei muito dela na altura, acho que acima de tudo é alguém que se preocupa, que conversou comigo, devo a ela o meu click na mudança de mentalidade, foi ela que me motivou a decidir mudar a minha vida, não só a perder peso mas a querer manter-me saudável. Ela ensinou-me a fazer escolhas e não a fazer dieta ou a privar-me e, sinceramente, do que vejo e ouço por aí, há mesmo muito poucas nutricionistas como ela!

Tomei a decisão de ir lá novamente porque tenho que admitir que, ultimamente, tenho andado demasiado obcecada com a balança e isso nunca me aconteceu até aqui. O meu peso tem vindo a diminuir gradualmente e o pior é que eu continuo em restrições e sentia que evitava cada vez mais coisas, desde uma fatia de bolo numa festa, a fruta (porque contava as calorias)! Vou ao ginásio 3 vezes por semana, quero modificar o meu corpo e acho que não estava a proceder da forma correcta em relação à alimentação…até porque como agora praticamente todas as minhas refeições são vegetarianas  não estava a conseguir manter o meu peso! No ginásio, passava a vida a ouvir pequenos raspanetes de como assim não seria capaz de ganhar massa muscular etc etc! Não é fácil perder tanto peso e manter a cabeça bem no sítio, e antes que o problema se tornasse grave, nada melhor que falar com ela e pedir-lhe que me passasse um novo plano!

Levei na cabeça e fez-me bem, falei quase 1 hora com ela e fez-me ver muitas coisas importantes 🙂 Estou feliz com a minha decisão e pronta para entrar no novo plano alimentar!

  • Nova alimentação
  • Aumentar a % massa gorda (vamos lá ver se consigo mentalizar-me)
  • Cycling só 1 vez por semana (estou proíbida de fazer esta aula 3 vezes =( eu adoro!)

 

A parte má, descobri que tenho 1.62m!!!! O quê?? O meu BI diz 1.65m =P, estou desolada!

 

Fotos do jantar de ontem (massa integral + soja e cogumelos:

Massa integral com soja grossa e cogumelos

 

Até logo,

(texto longo, fujam!) a tomada de decisão da minha dieta

;

Tenho recebido alguns emails e comentários a pedir mais informações sobre a minha perda de peso, a dieta que segui e os passos que dei ao longo deste percurso. Ficam, desde já, avisados que estão à vontade para me contactar, contem comigo no que eu puder ajudar 🙂

;

Tenho respondido a todos os emails mas o assunto da reeducação alimentar vai ser sempre discutido aqui neste blog, e ao pensar por onde começar, uma vez que não posso responder a tudo num só post, percebi que o primeiro passo, e um dos mais importantes é a decisão.

;

Já vos disse que nunca em 22 anos tinha sido magra. Mas também não tive sempre peso em excesso. O peso foi aumentando e foi proporcional às asneiras alimentares que eu ia cometendo. Se já adorava comer “porcarias” antes, quando vim para a universidade a coisa aumentou exponencialmente. Para além das festas bem regadas, vinham os almoços de ressaca, vinham os jantares baratos de almôndegas prontas em 10 segundos no microondas (eu sei, chocante), os hambúrgueres, pizzas, aperitivos, crepes de chocolate a meio da noite…enfim! Não posso dizer que me arrependo, foi uma fase da minha vida diferente, aproveitei ao máximo e tenho imensas saudades!

;

O pior veio de pois, com mais 15kg as coisas começaram a complicar-se… não tinha roupa nenhuma que me servisse, ir às compras significava baba e ranho nos provadores, não me sentia bem em lado nenhum porque ficava a comparar-me com toda a gente, não me achava sexy ou interessante em frente ao espelho…bem, todas essas coisas que infelizmente algumas de vocês devem conhecer!

;

Pois bem, o que eu fiz em relação a isso perguntam vocês? Na altura, NADA! Comia mais e mais…chorava, comia, lamentava-me, comia, dizia que as coisas iam mudar…mas não mudavam! Depois começou a fase das dietas, dos ginásios, ainda cheguei a conseguir perder uns quilos mas depressa voltava ao mesmo!

;

Quando vi um 76 na balança bati mesmo no fundo…olhei para as minhas fotos e não queria acreditar! Já chegava de noites mal dormidas, sim eu acordava de noite e não dormia mais, só pensava que tinha que mudar, que não queria ser gorda bla bla bla! Nesse dia, decidi que já chegava, estava no início do Verão, tinha comido um hamburger no McDonalds no dia anterior (e foi a ultima vez que comi lá) e as coisas tinham que mudar, não era vida andar assim! Procurei uma clínica bem cotada, sim porque não me vendam as natur house e coisas assim (atenção, respeito muito que anda num desses nutricionista e segue esses planos, eu não consigo) e marquei uma consulta naquela que se veio a tornar a minha salvadora!

;

A consulta não foi bem o que eu esperava na altura, eu queria algo milagroso, rápido, queria qualquer coisa que me emagrecesse o quanto antes! Só vos digo, ela mudou a minha vida. Falou comigo, disse-me que o que ia fazer comigo era ensinar-me a alimentar-me, do zero. As primeiras palavras dela foram “não vais fazer dieta nenhuma, mais aprender a comer de forma saudável”. Perguntou-me todos os meus hábitos e passou-me um plano alimentar.

;

Quando eu olhei para o plano sinceramente fiquei desmotivada. Só pensava que assim nunca na vida ia perder os 4kg que ela me garantiu que perderia por mês. Era um plano tão simples, tão completo que era quase surreal! Claro, nada de fritos, doces, álcool, molhos, refrigerantes, aperitivos…tudo o que sabemos que faz mal e que devemos evitar! Nos dois primeiros dias, não vi resultado nenhum, cheguei à balança e nada! Comecei a chorar e a minha mãe disse-me que eu tinha ido lá, gastei o €, e que agora só cumprindo à risca durante um mês é que saberia e, caso não resultasse, podia ir falar com ela mas que para isso tinha que cumprir, sem falhas. Assim fiz e ainda bem! 1 mês depois menos 5kg, e por aí fora… a minha 2ª consulta estava marcada para 3 meses depois e já fui com 65kg! Vocês não imaginam a minha felicidade e a cara de toda a gente, da minha família e dos meus amigos…ninguém acreditava muito que eu iria emagrecer se querem saber, sempre tinha sido gordinha e já tinha tentado tantas dietas, era só mais uma… eu própria não acreditava.

;

Mas importa aqui reforçar uma parte desta história, por muito que não acreditem ou que pensem que estou a falar por falar, eu nunca falhei o plano durante estes primeiros meses. Eu sei que parece quase impossível, mas nunca mesmo, nem 1 bebida, nem um gelado, nem uma vez sem a sopa antes da refeição, nem só um bocadinho de pão acabado de sair do forno depois de jantar (aah como eu me lembro) , nem um amendoim na esplanada com os amigos, nem 1 leite meio gordo, nem um frito, nem um sumo de frutas, NADA! Eu não falhei uma vez, até os meus pais já me diziam que era demais, que estava obstinada, que uma vez não fazia diferença. Mas não, eu sabia que uma vez só, um só deslize implicava um dia sem perder peso. A mim ajudou-me muito pesar-me diariamente, via o peso descer de dia para dia, era viciante! Foi um Verão diferente, fui de férias com os amigos para o Algarve e só eu sei o que passei, cozinhei para mim sempre, comi sempre sopa, fui jantar fora só a olhar para eles…enfim, algo que até nem sei se era muito normal mas eu sabia que era 1 verão de esforço para o resto dos verões que ia passar bem mais feliz…e eu não podia estar mais certa! Para além da comida, levantei o rabo da cama 3 vezes por semana às 9h da manhã para ir ao ginásio, isto porque queria ter o dia todo livre para sair com os amigos e estar na piscina e saímos à noite quase diariamente, logo, eles dormiam a manhã toda e lá ia eu para o treino!

;

É uma história longa, mas eu gostava de passar a ideia que decidirem fazer esta mudança é a parte mais importante. Procurem alguém de confiança, tracem objectivos reais, aprendam a comer e não a privarem-se de todos os alimentos, comam de forma saudável e ate estarem saciadas, nunca mas nunca passem fome!

;

Se eu consegui, qualquer pessoa consegue, acreditem!

;

(se alguém quiser mais detalhes do plano ou tiver questões, feel free: tralhasdemulher@gmail.com )I

Lanches saudáveis

Uma das melhores coisas de poder trazer tudo o que vou comer ao longo do dia para o trabalho, é conseguir manter uma alimentação mais saudável. No domingo programo todas as refeições da semana, logo, não há cá um “não tenho nada para comer, vamos encomendar pizza” ou “tenho tanta fome e não me apetece nada saudável!”. Resigno-me a comer exactamente o que programei, mesmo que, por vezes, não me apeteça muito.

O melhor disto, para além do almoço, são os lanches a meio da manhã e da tarde. A meio da manhã bebo todos os dias 1 pacotinho de leite magro, não há como enganar, não há fugas a este plano, é assim há 4 anos e vai continuar. Isto nunca acontece num fim-de-semana ou em qualquer outro dia que eu passe em casa. A meio da tarde, ultimamente, tenho trazido cereais num tupperware e junto o iogurte. Lembrei-me disto hoje porque estava esfomeada às 16h (almocei massa só com courgette e cogumelos e 2h depois tenho fome) e estava capaz de devorar um pacote inteiro de bolachas de chocolate ou uma bela torrada cheia de manteiga e doce (isto seria o que aconteceria em casa). Como trouxe os habituais cereais, não houve dúvida nenhuma, marcharam todinhos e que bem que me souberam =).

Na minha opinião, um dos truques que melhor resulta em qualquer dieta é programar as refeições com antecedência e andar sempre com os lanches para todo o lado. Quando iniciei o meu plano alimentar, durante 3 meses, nunca falhei um único detalhe do plano e o segredo foi andar com o pãozinho, o iogurte, o leite, tudo na carteira… foi no Verão, eu ia com os meus amigos para a praia, para um bar, qualquer sítio…lá estava eu de iogurte na mão. Na praia, cheguei a comer o pão com o queijo todo derretido e mau aspecto =P, só para não cair em tentações!

Programem bem o vosso dia, se tiverem possibilidade, levem o lanche com vocês, isso impede-nos de cair em tentações e devorar uma pastelaria inteira!

 

Abs

Bom dia (super chuvoso)!

Ontem decidi procurar umas fotografias antigas minhas para colocar aqui no blogue para vocês perceberem como o meu corpo foi mudando. Sinceramente, não tenho sequer coragem de partilhar as primeiras, nem eu mesma acredito que estive assim (como é possível??)! Deixo-vos uma foto quando tinha 64kg e estava de férias, já bastante satisfeita com o meu aspecto.

E uma foto deste Verão, onde eu acho que já se nota que a barriguinha está bem diferente.

No futuro, I want this =P (keep dreaming):

foto net

Acho que estou no bom caminho. Agora mudando de assunto, gostava muito de fazer algumas receitas com batata doce. É um bocado escandaloso mas nunca cozinhei batata doce em casa e para ser sincera, só provei uma vez.

Encontrei este link com 10 receitas saudáveis com batata doce.

Alguma de vocês tem sugestões fáceis?

Até logo =),

a minha dieta e paparocas de 4ª feira

Olá meninas =),

antes de mais, obrigada pelas vossas palavras no post anterior =)! Vou dando novidades sobre o assunto, espero tê-las em breve!

Ontem, fui ao ginásio, afastei a preguiça horrível de 2ª feira e tentei empenhar-me (confesso que a minha mente estava em sair de lá, ia jantar e dormir a casa de uma amiga e estava com pressa) mas ainda deu para:

  • Aula 45min cycling;
  • Aula 15min abs
  • Leg press 3 x 20 (65kg)
  • Leg extensions 3 x 20 (20kg)
  • Leg curl 3 x 20 (15kg)

ainda fiz mais uns exercícios de pernas que sinceramente não sei o nome =X!

Hoje, o almoço foi hambúrguer de legumes (caseiro) grelhado com arroz de ervilhas (feito pela minha amiga) e para o lanche trouxe:

Coloco 30g num tupperware e depois no trabalho é só juntar o iogurte.

Eu sei que muitos destes cereais devem ser evitados porque contém demasiado açúcar. Tento seleccionar mas confesso que não é algo que me preocupe muito, actualmente. Quando fui a 1ª vez à nutricionista, ela disse-me para tentar escolher cereais simples, com baixo teor de açúcar  mas para não me preocupar muito com isso, a verdade é que em 6 meses passei de 76kg a 58kg e comi sempre um pão por dia ao lanche e uma taça com 5 colheres de sopa de cereais ao pequeno-almoço. Na altura, até comia pão normal porque foi o que ela me recomendou,  agora sim é sempre pão integral, mas porque sei que é mais saudável e porque tenho a preocupação de descer o valor de massa gorda. A dieta que eu fiz era realmente muito simples, muita gente não acreditava que eu iria perder peso quando liam o menu, a verdade é que 4kg por mês foi a média e em meio ano atingi o peso que queria (algo que eu pensava que nunca iria conseguir). Na minha opinião, o segredo de uma dieta bem sucedida está na sua simplicidade, está em criar hábitos saudáveis, mudar a nossa mente, educá-la e aprender a comer de modo saudável. Uma dieta demasiado complexa, com muitas regras, acaba por fazer com as pessoas desistam e sintam fome o tempo todo. Sempre que me perguntam como consegui, eu explico que o principal é aprender a comer e gostar de comer de modo saudável, e eu acho que as pessoas ficam sempre um pouco desiludidas, querem uma solução milagrosa…não existe!

Voltando aos cereais, estes não são maus de todo. Vejam o rótulo:

Valores por 100g:

  • Valor Energétco – 336 Kcal
  • Proteínas – 10.1g
  • Hidratos de Carbono – 68.8g dos quais açucares 6.1g
  • Lípidos – 2.3g
  • Fibra – 10.1g

A mim parece-me bem para um lanche. Quando opto pelos cereais de manhã, costumo comer as papas de aveia, mas para o trabalho não dá muito jeito, por isso, ou vêm estes, ou grânola ou weetabix 🙂

Até logo!

Estrias e traumas de mulher

Bom dia! Por aqui está um fantástico (surpreendente) dia de sol…mas o que é isto?? O tempo anda louco, só pode!

Hoje, deixo-vos uma foto do meu almoço, já prontinho na marmita para ser devorado daqui a umas horas. São almôndegas de soja, também receita da mãe 🙂 (foi só mimos no fds). O almoço inclui ainda uma sopa, claro!

almôndegas de soja estufadas com massa integral

Agora vou falar um bocadinho do que prometi ontem. O peito.

Este trauma começou bem antes de emagrecer ou até dos quilos a mais. O meu peito cresceu bastante rápido na adolescência, sem razão aparente. Escusado será dizer que tinha imensa vergonha, fartava-me de chorar, não conseguia escolher um soutien que gostasse (tinham que ser aqueles de adulto)…enfim, é para esquecer! Nunca fui rapariga de grandes traumas, muito menos de falta de auto-estima ou segurança, mas com o peito as coisas sempre foram assim, nunca me senti bem, durante muitos anos não queria despir-me à frente de ninguém, nem usar bikini sequer! Os meus amigos, no geral, nunca se apercebiam que eu me deixava afectar por isso e acabavam por brincar com o tamanho do meu peito, o que me deixava ainda pior. Quando emagreci, logo nos primeiros 10kg, o meu peito reduziu imenso. Fiquei felicíssima! Quando cheguei aos 60kg, o tamanho era normal, mas já estava descaído e com algumas estrias. Tentei ignorar o assunto e aproveitar ao máximo o meu peso novo e os elogios que iam surgindo. Agora com 52kg, o mais grave é mesmo o peito, não consigo sequer descrever o que aconteceu.

Como este assunto me afecta demasiado, meti na cabeça que tinha mesmo que fazer alguma coisa para o resolver. Não posso continuar a viver com o trauma de não usar um decote, de não me sentir bem na praia, apesar de toda a gente me dizer que tenho um corpo invejável (considerando o peso que já tive), de olhar para outras pessoas e perceber que este não é um problema tão frequente assim. As estrias aumentaram, o peito ficou pequeno que tem uma quantidade grande de pele vazia…enfim, um desastre mesmo! Se usar um vestido, as estrias são visíveis na zona debaixo do braço e no decote. A pele está tão danificada que não parece pele.

Recentemente, decidi que vou recorrer a cirurgia para solucionar o problema. Vocês não me conhecem, mas eu sou uma medricas de primeira, desmaio mal vejo uma agulha e vai-me custar mesmo muito sujeitar-me a algo deste género por uma questão estética. No entanto, acho que não se justifica sentir-me assim aos 25 anos e sinto que estou a tempo de fazer alguma coisa para mudar isto em mim, depois de tanta luta pelo meu corpo!

Neste momento, recorri a umas sessões de Carboxiterapia. Eu sempre fui contra estes tratamentos, podem ser muito prejudiciais…mas o desespero falou mais alto e depois de muito me aconselhar, decidi testar. Fiz 5 sessões até agora e o resultado é mesmo muito bom! Em zonas com poucas estrias o resultado é imediato, ela fez-me numa única estria que eu tinha visível na anca e nunca mais a vi… A minha intenção é melhorar a qualidade da pele antes da cirurgia e enquanto procuro o melhor cirurgião e me informo devidamente. Tenho muito medo que corra mal.

Também estou a usar este creme:

O preço médio dos produtos desta marca é 70€ mas é mesmo muito bom, a pele fica espectacular na zona toda do peito, é tão hidratante que no banho do dia seguinte ainda sinto o creme todo. Quando juntar mais algum € também vou comprar este, faz efeito de soutien invisível, experimentei no verão a amostra e é fantástico:

Um outro aspecto que também é fundamental nas mulheres e que muitas vezes não damos a devida atenção é o soutien. Um bom soutien e ajustado ao nosso tipo de peito, muda totalmente o aspecto do mesmo! Eu continuo a ter alguma dificuldade em encontrar soutien, por exemplo, os push up da Intimissimi não dão para mim porque eles têm apenas por tamanhos 34, 36… Um 36 fica-me larguíssimo mas a copa fica bem e com um 34 a mesma coisa, a copa aperta mas à volta do peito fica bem.

Vocês seriam capazes de recorrer a cirurgia? Alguém passa pelo mesmo com o peito? Têm alguma outra sugestão?

Até logo,

De 76 a 53

Quilos! em 2 anos, passei de um gigante 76 no visor da balança para um 52.8 esta manhã. Continuo sem perceber como se podem passar 23 anos a engordar, a comer porcarias, a chorar baba e ranho ao ver a balança no dia seguinte e não fazer nada em relação a isso! Mas isso são águas passadas, ou gorduras passadas, e graças e uma nutricionista fantástica ,à qual foi necessário ir apenas 2 vezes, e a uma força interior que eu desconhecia, aqui me encontro hoje, com dezenas de cm a menos, umas quantas estrias para contar a história e uma paixão pela comida saudável nova.

Exercício 24/09/2012

  • Aula 15′ abs
  • Aula 30′ cycle
  • Leg Extension 3 x 20
  • Leg curl 3 x 20
  • Pushdown 3 x 12
  • Pectorals 3 x 12

Foto (meio tremida) do pequeno-almoço de hoje:

Granola com iogurte soja frutos vermelhos + sementes de chia + sementes de linhaça

Até logo!